g.e. Glória

Da Fundação ao Profissionalismo

O Grêmio Esportivo Glória foi fundado em 15/11/1956 por um grupo de jovens desportistas, na cidade de Vacaria. A prioridade era a disputa de torneios amadores locais, mas dois de seus fundadores, Adão Vargas e João Scherer Datria, tinham dificuldades em encontrar um local para a sede do clube. Isto aconteceu até o momento em que Vargas obteve a cessão de um terreno na Rua Borges de Medeiros, no bairro que dá nome ao clube.


Em 09/12/1956 o clube faz sua partida de estreia, vencendo o time da Fazenda da Ramada por 1 a 0, gol do próprio João Scherer Datria.


O time do Glória em 1957. Em pé, da esq. para a dir.: Beloni, Nédio, Valkir, Moacir, Valdir e Alípio. Agachados: Adãozinho, Pé Gelado, Bombeiro, Ricieri e Adão.

Os jogos na Borges de Medeiros prosseguem até 1959, quando ocorre a transferência para onde atualmente se localiza o Ginásio Municipal de Esportes (antigo CMD, hoje DMD), na Rua Campos Sales. Era um local difícil para jogar futebol: sem grama, bolas e chuteiras se destroçavam a cada partida. Mas o clube crescia e em 1962 consegue a doação do terreno onde hoje está seu estádio, na Avenida Militar.


Nesta mudança os próprios atletas realizaram as obras de limpeza do local, demarcaram o campo e montaram as goleiras. Estes eram funcionários de uma madeireira de propriedade do senhor Datria, o qual tinha sociedade com Eurides de Quadros. Os funcionários, por apreciarem muito o esporte deram o seu máximo para dar vida ao time e ao espaço.


Conforme Datria, os funcionários, que eram os jogadores do time, lhe pediram um conjunto de camisetas para usar nas partidas com outros times da cidade. “Por eu ser gremista, escolhi fazer as camisetas nas cores do Grêmio Futebol Porto Alegrense. Só que não encontrei no comércio de Vacaria um conjunto de camisetas com essas cores. Acabei comprando um conjunto qualquer de camisetas que encontrei.” As camisetas compradas por Datria são as da foto ao lado.


Passada a euforia inicial, os dirigentes perceberam que teriam muito trabalho pela frente: o local onde pretendiam instalar o campo era um misto de pedreira e banhado. Não desanimaram e, enquanto competiam, aproveitaram as pedras para a construção dos muros e drenagem do local. Em 1967, funde-se com a S. E. Avenida, surgindo daí a Associação Glória Avenida, que durou até 1970. Em 1971, concluíam-se a terraplenagem e o nivelamento, iniciando-se a colocação do alambrado. Em 1972 é realizado o plantio da grama e em 15/11/1973 são inaugurados o gramado e a sede social.


A nova realidade proporcionada pelo gramado facilita os trabalhos técnicos e embala os sonhos de profissionalização, com o Glória filiado à Federação Gaúcha de Futebol (FGF) desde 1964. Em 1974/75 conquista o bicampeonato citadino. Quase absoluto na cidade, o clube já podia ambicionar algo além do proporcionado pelas rivalidades locais. Em 1976, em sua estreia no profissionalismo, obtém a primeira façanha: campeão da Chave 3 da Copa Governador do Estado. Time-base daquela conquista, treinado por Araí Ribeiro: Jorge; Varela, Bressan, Sergião e Nílson; Oreco, Ferreira e Renatinho; Serração, Ademir e Pinca.


Licenciado nos anos seguintes, o “Leão” volta a disputar certames profissionais da FGF de 1979 a 1981, ano em que novamente interrompeu suas atividades e retornou ao amadorismo, no qual conquistara vários títulos desde sua fundação. Em 1983/84 volta a ser campeão citadino. Enquanto isso projetava-se a reestruturação do Departamento Profissional, reativado em 1985, quando passa a disputar a terceira divisão, mesmo ano da inauguração do sistema de iluminação de seu estádio.


Em 1986, com a extinção da terceirona, ocorre a promoção à segunda divisão. Embora realizando boa campanha naquele ano e em 1987, faltava ao clube experiência para enfrentar os desafios de um campeonato tão disputado. Mas todos na cidade sentiam que o Glória reunia condições para alçar vôos mais altos e almejar a divisão principal.


Fonte: Jornal Correio Vacariense


Uma das formações do Glória na disputa da Copa Governador de 1976. Em pé, da esq. para a dir.: Nílson, Varela, Jorge, Sergião, Oreco e Fuminho. Agachados: Ferreira, Marinho, Renatinho, Pinca e Rogério

O time que do amistoso da inauguração dos refletores, em 1985. Em pé, da esq. para a dir.: Renatinho, Didier, Rui, Pedrinho, Osmar e Valdecir. Agachados: Nilzo, Gilmar, César “Vaquinha”, Mauro e Carlinhos.

Gostou? Compartilhe com seus amigos


© Grêmio Esportivo Glória
desenvolvimento 6i